Cardiopatia Congênita

Cardiopatia Congênita

Vamos falar sobre cardiopatia congênita?!

Cardiopatia congênita é a anormalidade da estrutura do coração que é decorrente de uma malformação no desenvolvimento embrionário do coração nas primeiras semanas de gestação. É neste período que o coração do bebe é formado, pode ser descoberto ainda durante a gestação ou após o nascimento.

As cardiopatias congênitas, podem ser cianóticas, onde o fluxo sanguíneo pulmonar é comprometido, prejudicando a oxigenação do sangue e a outra é classificada em acianótica, onde o fluxo sanguíneo e a oxigenação não são prejudicados.

Estes defeitos podem ocorrem nas paredes, válvulas, artérias e veias. Pode também acontecer uma combinação de mais de um defeito, sendo a cardiopatia classificada como complexa. Em alguns destes defeitos é necessária intervenção cirúrgica para melhorar a qualidade de vida e em outros casos apenas o crescimento e desenvolvimento da criança podem corrigir o defeito.

Os principais sintomas das cardiopatias congênitas irão depender da complexidade dos defeitos. Nos recém-nascido e bebês podemos observar a falta de ganho de peso, suor excessivo, cansaço durante as mamadas, cianose (coloração roxa nas pontas dos dedos e/ou lábios e língua), palidez, respiração rápida e curta, entre outros. Já nas crianças maiores, os sintomas podem incluir infecções respiratórias frequentes, cansaço anormal na atividade física (com relação a crianças da mesma idade) e desenvolvimento lento com baixo ganho de peso.

A cardiopatia congênita tem incidência aumentada quando um dos portadores tem cardiopatia congênita, especialmente a mãe.

Em todos os casos de cardiopatia congênita é necessário acompanhamento médico especializado devido modificações que ocorrem com o crescimento e desenvolvimento.

Chame no Whatsapp